segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Amizades

IHá uns dias atrás, estava a ter uma conversa com um amigo e percebi que começo a acreditar na célebre frase "os amigos não existem, o que existe são momentos de amizade". E tudo isto porque dei-me conta que ao longo da minha vida fui tendo vários amigos e, apesar de uns ficarem mais tempo do que outros, a vida tem tendência a separar-nos mais cedo ou mais tarde. Ora porque crescemos e já não temos nada em comum, ora porque a nossa vida profissional ou até pessoal nos levou por caminhos diferentes.
Posto isto, o que penso fazer é guardar todos os monentos e conseguir lidar com o facto de que ninguém nos pertence e nós não pertencemos a ninguém...

3 comentários:

Catarina de Carabá disse...

Discordo um pouquinho..
Tens razão, já perdi muitos amigos seja pela distância ou por outros motivos, mas também há amigos que ficam.
Já conheço a minha melhor amiga desde os nossos 6 anos e embora só estejamos juntas a cada 2 meses sabemos que podemos sempre contar uma com a outra porque não há ninguém que nos conheça tão bem, ou que nos compreenda assim como nós uma à outra :)
E também tenho amigos do secundário dos quais fiquei quase mais próxima agora na universidade!

Lacorrilha disse...

O segredo é aprenderes sobre o desapego. As pessoas não são nossas. (a mim ainda me custa praticar isto, mas estou quase lá)

Isabel Ferreira disse...

ACREDITA na tua Tia | Madrinha | Comadre ...
NÃO há melhor tempo para «explorar» a amizade como os tempos da Universidade ... como diz uma amiga:
«Éramos felizes e não sabíamos.
No "final" percebes que a Amizade é intemporal ;)